Rural

Gestão Antônio Tarcisio levou obras estruturantes ao parque da Pecuária nos anos 90


Fonte: Assessoria

18/09/2020 08h40

Testemunha da história do agronegócio brasileiro, mais de meio século depois,  a Expoagro alagoana  consagrou seu espaço no Parque da Pecuária e nos corações dos Alagoanos, movimentando a economia e o patrimônio genético animal.

Há 56 anos organizando o evento, a Associação dos Criadores de Alagoas (ACA) colaborou através das gestões lideradas  por pecuaristas experientes e empreendedores.  A gestão do pecuarista Antonio Tarcisio da Silva  conduziu a Expoagro entre os anos de 1995 a 1998.

“A Expoagro  é um marco para nosso setor e é demonstrativo, na prática, do que foi idealizado pelo saudoso José Nogueira para os rumos do setor. Um evento próspero, que só tende a crescer junto  com a pecuária”, salientou Antônio.

A passagem do pecuarista pela ACA  foi marcada por obras de infraestrutura no Parque da Pecuária. No período, foram construídas as baias de equinos, a pista e  a sede da hípica, além das salas para os núcleos de cavalos e bovinos. O Parque também recebeu um sistema de alta tensão com transformadores e estrutura de pavimentação e urbanização. As obras promoveram mais conforto aos animais, expositores e grande público.

" Tenho muito orgulho de ter dado o pontapé para o conjunto de obras que tornou a Expoagro o evento mais importante do setor.Nesse período tivemos o grande 'boom' de visitantes e pessoas da sociedade visitando a exposição", apontou o ex-presidente da ACA.

Sempre  versátil na introdução de novas raças no mercado, a Expoagro  organizada pelo então presidente da ACA, Antônio Tarcisio,  apresentou ao mercado os equinos Campolina.

“Foi com a ajuda do baluarte Astério Loureiro, que trouxemos essa raça que não existia em Alagoas. Isso foi fruto de um canal aberto para  atender ao criador. Estendo meu carinho e respeito às pessoas que tanto contribuíram para a exposição, a exemplo de José da Silva Nogueira,Família Barros Correia, Emílio Omena, Mauro Paiva, Humberto Lobo e Adgerson Novais.  Vejo a Expoagro ainda muito fértil para acompanhar o novos caminhos do agro, com muita tecnologia e conhecimento à disposição dos criadores”, apostou. 



Compartilhe