Rural

Nelore IBC preza pela consistência do rebanho


Fonte: Assessoria

21/09/2020 15h30

A proposta de rebanho nelore Barros Correia é simples e certeira. Além do estudo genético, a seleção da raça  preza pela tríade: habilidade materna nas fêmeas, precocidade e revestimento de carcaça.

Segundo o criador Celso Barros Correia, a escolha de boas mães, que desmamem bezerros pesados, fazem a diferença na qualidade do futuro do rebanho. “A parte reprodutiva deve ser muito valorizada. A criação precisa de fêmeas boas criadeiras, que sejam férteis e que tenham um intervalo de parto mais curto, produzindo um número de cria maior. Mais bezerro desmamado, é mais bezerro por hectare”, defende o criador.

Um bovino de bom revistemto de carcaça, segundo as diretizes do Nelore IBC, requer o uso de um bom reprodutor, de boa consistência genética, para reproduzir características de habilidade materna.

“Buscamos o desenvolvimento de carcaça com musculatura muito forte, convexa, que evidencia o revestimento de gordura subcutânea. Isso já expressa carne de qualidade, logo se  facilita o congelamento e a  exportação”, explicou Celso.

Preservando o melhoramento genético segundo a pureza racial do nelore e as  características inerentes da Índia, o nelore IBC trabalha a precocidade animal visando o precocidade cada vez mais cedo . “Buscamos desenvolver o animal para que ele esteja pronto para o abate em menor tempo possível. Esse tipo de gado, fértil, de habilidade materna, com qualidade de musculatura e de carne, sustenta a seleção IBC. Nosso trabalho é provocar uma seleção que tenha todas essas características”, completa.

A genética de tradição, renovação e melhoramento apoia do DNA Barros Correia.  Os produtos da marca poderão ser encontrados  nos lotes do 19º Leilão Nelore Barros Correia, dia 24 de outubro, na Fazenda Recanto, em Chã Preta/AL. Os Irmãos  Celso, Aloísio e Ricardo Barros Correia, ofertam 70 touros puros de origem (PO), 50 novilhas PO, 10 vacas paridas PO e 30 novilhas cara limpa.



Compartilhe