Rural

Redução de chuva preocupa fornecedores de cana de AL


Fonte: Assessoria

17/11/2020 15h00

O presidente da Associação dos Plantadores de Cana de Alagoas – Asplana, Edgar Filho, afirmou que a escassez de chuva na região canavieira do Estado vem deixando os fornecedores em alerta. Em outubro, por exemplo, os índices pluviométricos ficaram abaixo da média histórica prevista para o período.

Segundo o dirigente do setor, que representa mais de sete mil produtores rurais do Estado, o mesmo cenário de redução nos índices pluviométricos vem ocorrendo também neste mês de novembro.

“Além das chuvas, outro ponto que vem preocupando o fornecedor é a produtividade que também vem abaixo do esperado. De acordo com a cana moída, era estimado uma produtividade de tonelada de cana por hectare bem maior que a registrada. Isso vem ocorrendo tanto na planta, quanto na socaria”, destacou Edgar Filho.

De acordo com ele, a falta de desenvolvimento da cana seria reflexo da escassez de chuvas que ocorreu no ano passado. “Com um verão seco, a cana ficou bem curta para essa safra e isso reflete em uma possível redução que poderemos ter neste ciclo e que pode variar entre 6% até 10% em cima das 18 milhões de toneladas de cana previstas para serem processadas na safra atual”, alertou.

O dirigente do setor sucroenergético alagoano destacou ainda que uma confirmação dessa possível redução poderá ser dada mais a frente com o decorrer da moagem.

 “Mas, ouvindo fornecedores de cana de diferentes regiões, este deve ser o cenário provável. Nos resta torcer que as chuvas deste próximo verão possam ser melhor distribuídas já que estamos atravessando esse período de escassez e que não gere impacto também no próximo ciclo”, finalizou.



Compartilhe