Rural

Codevasf investe R$ 2 milhões em associações e cooperativas alagoanas


Redação
Fonte: Ascom Codevasf

18/11/2020 18h30

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf)  já investiu cerca de R$ 2 milhões em recursos de emenda parlamentar na mecanização da agricultura familiar em municípios alagoanos. Ao todo, 31 associações e cooperativas e uma prefeitura municipal receberam máquinas e implementos agrícolas que devem modernizar a produção familiar de frutas, mandioca, milho, entre outros. Até dezembro, outras organizações alagoanas de agricultura familiar devem ser beneficiadas.

Entre as máquinas e equipamentos repassados estão sulcadores, tratores, grades aradoras, tanques redes, batedeiras de cereais, carretas tanques, tanques pipa, ordenhadeira mecânica e tanques de resfriamento de leite.

Uma das organizações beneficiadas foi a Associação Indígena Xukuru-Kariri, do município de Palmeira dos Índios (AL). Fundada pelo pajé Miguel Xukuru-Kariri em 1991, a associação presta apoio à agricultura familiar praticada pelos integrantes da etnia indígena. Lá são cultivados caju, mamão, banana, manga, coco, repolho, couve, cebola, entre outras.

“A grade aradora é um equipamento de grande uso para preparação da terra que é compartilhado pela comunidade. São equipamentos de fundamental importância no contexto que pretendemos ampliar nossas áreas de cultivo”, destacou o presidente da associação sobre um dos equipamentos recebidos. 

O superintendente regional da Codevasf em Alagoas aponta que outras organizações de atividades produtivas podem procurar a Companhia para receber investimentos. “Para estruturação do desenvolvimento regional de Alagoas, a Codevasf realiza investimentos do Governo Federal que estruturam atividades produtivas em área como piscicultura e agricultura irrigada. Como empresa pública federal vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, estamos abertos a receber novas demandas que serão analisadas por nosso corpo técnico”, afirmou.

Ele ainda falou que até o final de 2020 outras associações e cooperativas devem ser beneficiadas.



Compartilhe