Turismo e Gastronomia

Fernando de Noronha reabre apenas para turistas que já tiveram Covid-19


Fonte: Folha de Pernambuco

28/08/2020 11h11

O arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco, terá a primeira etapa de reabertura para o turismo a partir do dia 1 de setembro. Em coletiva remota nessa quinta-feira (27), o administrador da ilha, Guilherme Rocha, informou sobre os procedimentos necessários para a retomada gradual do turismo.

Nesta primeira etapa de reabertura do turismo em Noronha apenas pessoas que já foram infectadas pelo coronavírus e tiveram suas curas poderão visitar a ilha. "O turista que já teve a doença, já passou e já está curado, esse vai poder voltar a frequentar a ilha de Fernando de Noronha a partir de dia 1º de setembro", informou Guilherme Rocha. 

O turista precisará enviar o exame de RT-PCR positivo de mais de 20 dias ou o IGG (o exame sorológico que comprova que a pessoa tem os anticorpos para o vírus) para a administração da ilha, em anexo ao documento de Taxa de Preservação Ambiental (TPA). 

Questionada sobre o risco de reinfecção de pacientes já curados, a Secretaria de Saúde informou que, a partir da fala do secretário André Longo, a avaliação do dado de reinfecção em pacientes da Covid-19 é pregado pela Organização Mundial da Saúde com cautela. O governo já procurou o Ministério da Saúde, que está em análise para abordar essa situação da qual ainda não há absoluta convicção sobre ela. No entanto não deve ser uma situação extremamente comum e tudo está sendo estudado."

Refeno

A tradicional Regata Recife-Fernando de Noronha (Refeno) também foi confirmada para este ano. A prova deve acontecer em outubro, de acordo com o administrador da ilha. 

De acordo com Rocha, a flexibilização vai ser feita de forma gradual e sem pressa. "Estamos dando inicio às flexibilizações de abertura do turismo de Fernando de Noronha, sempre com responsabilidade, com cautela, sem pressa. Por que a pressa, neste momento, é inimiga da vida, e a gente preza pelas vidas da comunidade noronhense que está lá lutando, sobrevivendo, se sacrificando e respeitando todas as regras desde o início da pandemia, e assim vamos continuar", salientou. 



Compartilhe