Turismo e Gastronomia

Viaje pela Barra de São Miguel; confira dicas de passeios


REDAÇÃO
Fonte: Blog Mala de Viagem

18/11/2020 17h40

Barra de São Miguel está a 32 km de distância de Maceió. Assim, basta pegar um voo até a capital alagoana, alugar um carro e dirigir por cerca de 40 minutos até o destino final.

Se estiver em Maceió, siga rumo ao litoral sul de Alagoas pela AL 101 sul, no sentido Marechal Deodoro, outra cidade que a defensora pública recomenda.

É uma viagem que pode, inclusive, ser feita em um feriado ou final de semana prolongado, dado à facilidade de acesso.

Outra opção é fazer como a blogger fez e aproveitar para curtir uma “road trip” entre as praias do litoral de Pernambuco e Alagoas.

 Nessa viagem, Anna pegou o carro em Recife e foi direto à Maceió, passando por Porto de Galinhas (Ipojuca), Praia dos Carneiros, Japaratinga, Porto de Pedras (hospedagem na Praia do Patacho), São Miguel dos Milagres (hospedagem na Praia do Toque) e Barra de São Miguel.

Nessa viagem, ela não passou Maragogi, mas recomenda a indicação, visto se tratar de um destino muito interessante para quem busca se hospedar em um resort all inclusive e mergulhar nas piscinas naturais da região.

Por questão de tempo (antes de desembarcar em Recife passou alguns dias em Fernando de Noronha), fez esse roteiro em 9 dias, porém, indica que ele seja feito em 15, pois assim será possível aproveitar ao máximo a região, incluir algumas paradas extras ou mesmo mais dias em cada local.

A parte boa de fazer esse roteiro de carro é que você quem decide como fazer e em quanto tempo fazer. O importante é ter em mente que o gostoso é ter o maior tempo possível para poder curtir as praias, descansar e fazer os passeios diferentes que a região proporciona.

Quando ir à Barra de São Miguel?

O nordeste brasileiro possui, em regra, duas estações bem definidas: o verão e o inverno. No inverno não se tem baixas temperaturas, todavia, as chuvas são frequentes.

O clima se mantém quente durante todo o ano (a temperatura média da água costuma variar entre 26 e 28 graus e a temperatura média anual é de 28 graus), mas os meses de chuva e vento devem ser evitados se o seu desejo é conhecer as piscinas naturais de água calma e cristalina.

Passado o período de inverno e chuvas (junho até agosto), as águas voltam a acalmar e recuperam a tonalidade azul.

A partir de setembro já costuma ser uma boa época para conhecer a região. Porém, as condições climáticas podem variar bastante de um ano para outro, e o que vai determinar se é ou não a melhor época para visitar Barra de São Miguel é a intensidade e período de chuvas.

Quando chove e venta, a água das lagoas se mistura à água do mar, deixando-o mexido e turvo. A consequência é a perda da visibilidade nas piscinas naturais, bem como da tonalidade azul turquesa que faz com que as praias de Alagoas sejam conhecidas como “Caribe Brasileiro”.

De dezembro até março é alta temporada, período no qual aumenta o fluxo de turistas e, na maioria das vezes, os preços.

Se puder escolher a data, saiba que outubro e novembro são ótimos meses para viajar para Alagoas (foge da alta temporada e pega as praias com mar calmo e azul).

Quanto tempo ficar em Barra de São Miguel?

Considerando apenas Barra de São Miguel, a defensora pública acredita que de 3 dias seja um bom período. Todavia, a quantidade de dias a ficar em cada lugar, depende muito do seu estilo de viagem e do que está buscando.

Se além de passear e conhecer as praias, o turista queira fazer a viagem visando descanso, ela aconselha ficar um pouco mais. Ainda, se pretende estender viagem até a Foz do Rio São Francisco, acrescente três  dias extras (pois bate-volta tende a ser cansativo).

Não tem certo ou errado, muito ou pouco, o fato é que o visitante precisa decidir quanto ficar conforme o objetivo da viagem.

Ana ficou três dias apenas em Barra de São Miguel (onde se hospedei), com bate-volta para as praias da região – ela comenta que foi bom, mas poderia ter ficado mais sem se sentir entediada.

O que fazer em Barra de São Miguel?

Barra de São Miguel é um pequeno município com pouco mais de 30 mil habitantes, conhecido por suas praias de mar calmo e tonalidade azul turquesa.

Uma grande barreira de arrecifes cerca a região e torna suas praias um dos melhores destinos para banho do país.

Para passar o dia na praia, uma boa opção é a barraca Praêro Beach Club, que tem uma boa infraestrutura na Praia do Niquim. Aderindo ao “day-use“ pode usufruir de redes, mesas, espreguiçadeiras e piscina.

Praia do Gunga

Para a  blogger, a Praia do Gunga, no município de Roteiro, é uma das mais lindas praias do Brasil. É possível chegar até ela a partir do passeio de barco pela Lagoa do Roteiro ou mesmo de carro.

Há uma infinidade de barracas de praia e, se quiser visitar partes mais “desertas” da praia, vale a pena investir em um passeio de buggy ou quadriciclo até as falésias e lagoas que margeiam a praia.

Uma opção ainda mais reservada é fazer um passeio privativo com o Daniel Brasil, da agência Aventura Eco Brasil, que te leva o visitante para explorar cantinhos bem diferentes e pouco visitados, incluindo praias, falésias e vila de pescadores.

“Quando for à Praia do Gunga visite também o Mirante do Gunga: cartão postal de Barra de São Miguel e uma das vistas mais lindas que essa viagem lhe proporcionará”, indica ela.

A torre de observação tem vista para uma fazenda imensa de coqueiros (tudo ali é propriedade particular) e o acesso ao mirante custa R$ 3,00 por pessoa.

Praia do Francês

A Praia do Francês também não pode faltar no roteiro quando visitar a região. Trata-se de uma praia bastante extensa localizada no município de Marechal Deodoro.

Se for na parte central da praia, notará que o mar é calmo, mas a área fica lotada. Por conta das características do mar (calmo) e quantidade de barracas de praia por ali, há grande concentração de pessoas.

Todavia, caminhando um pouco você perceberá que a praia tende a ficar mais e mais deserta e a exuberância do lugar pode ser vista de forma intensa.

A Praia do Francês também foi uma das paradas em que Anna fez na sua tour de um dia com o Daniel Brasil da Aventura Eco Brasil, focada em turismo consciente e de experiência.

Aproximadamente 10 km dividem a Praia do Francês da Praia de Barra de São Miguel.

Ela ainda dá uma dica extra: “Se você gosta de visitar cidades históricas e quer acrescentar um pouco de cultura na sua viagem, vale a pena conhecer a cidade histórica de Marechal Deodoro (primeira capital do Estado de Alagoa)”, completa.

Visitar a Lagoa do Roteiro

A Lagoa do Roteiro fica entre Barra de São Miguel e a Praia do Gunga.

Anna diz que é ótima de aproveitar para fazer um passeio de barco pela lagoa e se, possível, estender até a linda Praia do Gunga.

Os bancos de areia que se formam no meio da lagoa também rendem paradas estratégicas para banho.

O próprio hotel onde ela se hospedou – Gungaporanga – oferece o passeio. Caso o turista não esteja hospedado no hotel, pode fechar o passeio diretamente com os barcos que ficam na ponta da Barra de São Miguel.

Dunas de Marapé

Dunas de Marapé fica no município de Jequiá da Praia (litoral sul), cerca de uma hora de carro de Maceió. Trata-se de uma praia mais reservada – uma boa ideia principalmente para quem viaja na alta temporada e quer um lugar menos movimentado para passar o dia.

O acesso à praia se dá através de um barquinho que atravessa o Rio Jequiá (o carro fica estacionado antes desse trecho).

Na maré baixa é possível atravessar o Rio Jequiá caminhando e assim ter acesso à praia de Dunas de Marapé.

Foz do Rio São Francisco

Com mais tempo, a defensora pública recomenda que vale a pena estender viagem até a divisa do Estado de Sergipe e fazer um passeio de barco na Foz do Rio São Francisco. Durante o trajeto, seja na ida ou na volta, pare na Praia do Pontal do Coruripe.

Passeio com a Aventura Eco Brasil

Anna passou o dia com o Daniel Brasil, idealizador da Aventura Eco Brasil, uma operadora de turismo consciente, nascida em terras indígenas, cujos passeios proporcionam momentos conhecimento, aprendizado e reflexão.

Considerando que tinha apenas um dia, optou por fazer uma combinação entre os diferentes passeios oferecidos e, assim, ter a oportunidade de mostrar para os leitores do seu blog um pouco de algumas das experiências oferecidas.

Anna começou o dia conhecendo o Rio Niquim, depois visitou o Mirante do Gunga, as falésias da Praia do Gunga e uma charmosa vila de pescadores.

A próxima parada foi na Praia do Francês, finalizando o roteiro com um city tour na cidade histórica de Marechal Deodoro.

Dica da Anna: Caso você esteja de carro, o passeio poderá ser feito no seu próprio carro, acompanhado pelo guia.

Acrescente Maceió no roteiro

A defensora pública relata que se fosse para indicar apenas uma capital nordestina para escolher levando em consideração suas praias, minha escolha seria por Maceió. A capital para ela é uma orla repleta de praias lindas de mar azul essa é Maceió na minha concepção.

Como ela já conhecia as praias de Maceió, então resolveu incluir destinos ainda não visitados nessa viagem, mas recomenda fortemente acrescentar uns dois ou três dias na capital durante as férias

“Não deixe de conhecer a Praia de Pajuçara e as Piscinas Naturais de Pajuçara, cessíveis por intermédio de jangada, e a praia da Ponta Verde”, indica Anna.

No mesmo tour, você também irá visitar o centro histórico com casario tombado pelo IPHAN, igrejas, museu de Arte sacra e com a casa histórica de Deodoro, primeiro presidente do brasil.

 Hospedagem

O Gungaporanga Hotel é um hotel de charme localizado no alto das falésias na Lagoa do Roteiro. Dono de uma vista incomparável, foi a escolha dela de hospedagem em Barra de São Miguel. É a opção perfeita para quem busca um hotel tranquilo, com poucos quartos, exclusivo e relaxante.

E esse clima já sente logo que chega no hotel: projetado por Paulo Veloso, tendo como conceito principal a celebração da paisagem, o Gungaporanga é todo aberto e a recepção, restaurante e piscina têm vista para a Lagoa do Roteiro.

O melhor de tudo é que o Gungaporanga foi a sua última hospedagem da viagem. Depois de 14 dias rodando os estados de Pernambuco e Alagoas, Anna disse que tudo o que precisava é que os seus últimos dias de férias fossem revigorantes: “Voltei renovada”.

O hotel não é pé na areia, mas possui uma piscina de borda infinita com vista para a Lagoa do Roteiro que dispensa qualquer coisa extra.

Para chegar até a praia, caso não queira utilizar o carro, é possível fazer uma trilha – eis mais uma opção de passeio em meio à natureza.

Os bangalôs

Os românticos bangalôs são bastante amplos e garantem extrema privacidade aos hóspedes. Perfeito para viagem em casal, incluindo viagem de lua de mel.

Há três categorias diferentes de bangalôs:

  • Bangalô Master (2unidades)
  • Bangalô Super Luxo (8 unidades, sendo que uma delas é acessível a portadores de necessidades especiais)
  • Bangalô Luxo (8 unidades)

Todos eles possuem:

  • Cama King Size
  • Frigobar
  • TV LCD a cabo e DVD
  • Ar condicionado split
  • Cofre eletrônico
  • Wirelless
  • Amenities de capim limão da L’Occitanne
  • Vista para o encontro da Lagoa do Roteiro com o mar

Os bangalôs de categoria Super Luxo e Master também contam com banheira de hidromassagem. O Bangalô Master (há duas unidades dessa categoria), além de todos os itens já elencados, possui banheira de hidromassagem com cromoterapia, piscina privativa e adega.

Os bangalôs são muito aconchegantes, com decoração rústica e detalhes em madeira. O banheiro é espaçoso, com ducha forte e banheira de hidromassagem com vista para a lagoa. Anna ficou em um Bangalô Super Luxo.

Visando manter o padrão romântico e categoria privativa com muita tranquilidade e sossego aos hóspedes, o hotel não aceita pessoas menores de 14 anos.

O restaurante

“Palmas também para o restaurante do hotel: do café da manhã ao jantar, pode ter certeza que vocês estará muito bem atendido”, elogia, a defensora pública.

Ela teve a oportunidade de experimentar o maravilhosos café da manhã e o jantar, ambos no estilo à la carte.

O restaurante também fica aberto durante o dia para almoço e atende hóspedes e não hóspedes. Ainda que não esteja hospedado no Gungaporanga, indica muito seu restaurante, principalmente para almoço, quando poderá contemplar a vista para a Lagoa do Roteiro.

Além de um serviço excelente, com funcionários solícitos e atenciosos, os pratos são deliciosos. Alta gastronomia com toques regionais. “E quem resiste à culinária nordestina? Só de lembrar já sinto fome”, comenta.

No café da manhã o hóspede pode escolher o que deseja do cardápio. São muitas opções, então vale a pena dividir entre os dias da hospedagem para conseguir provar um pouco de tudo.

Ela adora hotéis com café da manhã no estilo à la carte: “Produtos selecionados, feitos especialmente para você, conforme suas preferências. Além disso, é uma boa forma de se evitar o desperdício, já que você pode fazer os pedidos na medida da sua fome”.

Anna teve a experiência de tomar nosso café da manhã na varanda do nosso bangalô. A um custo adicional por dia, o hóspede pode fazer pedidos que serão servidos no bangalô, seja café da manhã, almoço ou jantar.

Café, chá, suco, açaí, frutas, iogurte, pães, bolo, frios, geleias, pão de queijo, ovo, tapioca, cuscuz, queijo coalho, cartola, são algumas das opções existentes no cardápio. Recomenda-se separar um bom tempo para tomar “aquele” café da manhã caprichado.

Após os passeios, Anna tinha horário marcado na piscina e sauna do hotel. Sempre com um bom drinque para acompanhar.

Para a blogger, a melhor parte é quando anoitece: “Saber que há poucos passos do seu bangalô, está o melhor restaurante de Barra de São Miguel. Os pratos do cardápio são deliciosos, você definitivamente não irá querer sair para jantar em outro lugar”, explica

Ela recomenda os pratos com camarão.  E, para sobremesa, o petit gateau que vem com uma dose generosa de Nutella.

O hotel também dispõe de diárias com meia pensão que, ao ver dela, vale super a pena.

A área de lazer

Anna diz que poderia terminar de descrever o Gungaporanga Hotel sem falar da sua área de lazer. A principal facilidade é a piscina de borda infinita com vista para a Lagoa do Roteiro. Isso, por si só, já dispensa maiores comentários.

Mas não acaba por aí: além da piscina ser um sonho, de acordo com a blogger, há uma sauna acoplada a ela, inclusive com entrada e saída pela própria piscina. Basta dar um mergulho, o turista tem acesso ao lado interno da sauna.

Na piscina há ainda duas áreas de hidromassagem e uma ilha com espreguiçadeiras ao centro. Ao redor, mais cadeiras e mesas compõem o ambiente.

Destaque ainda para a trilha sonora do ambiente. Ao som de MPB embalamos bons drinques até o sol se por.

Barra de São Miguel | Foto: Reprodução
Praia do Francês | Foto: Reprodução
Praia do Gunga | Foto: Reprodução


Compartilhe